Páginas

Desafio das Poderosas #2 Saudade dos meus Avôs

|

Oi gente, tudo bem com vocês? Bom estou aqui com mais uma foto do desafio. Na semana passada a Evelyn escreveu sobre saudade, mas um outro tipo de saudade. E o post dela me fez lembrar da saudade de sinto dos meus avôs. 

O que é saudade: Saudade é um forte sentimento emocional, causado pela distância ou ausência de uma pessoa querida, que amamos e consideramos muito, ou até mesmo de boas lembranças que vivemos no passado.
Todos nós sentimos saudade, e suportar ela não é fácil. Mas é através da saudade que conseguimos perceber o valor e a importância das pessoas em nossas vidas.

Bom, uns 12 anos atrás mais ou menos eu perdi o meu avô paterno. Ele morou muitos anos dentro de casa com a gente. Era eu quem cortava suas unhas, saia para passear e ria das suas piadas. Ele amava fazer versos para as mulheres. Lembro como se fosse hoje ele fazendo um versinho para uma moça de vestido pintadinho que passava na rua enquanto nos conversávamos no portão. Era assim "ei do vestido pintadinho, não vou na sua casa porque não sei do caminho", rsrsrs ele era um amor. E até hoje sinto saudade, acho que nunca vai passar. 

Nessa foto estava meu irmão, ele e eu. Amávamos tirar fotos, mas naquela época não tínhamos celular  que tirava fotos e nem câmera digital. Tinha que ser com filmes e as vezes queimava algumas.  Se não fosse por isso tínhamos muito mais fotos.


Nessa está ele e meu pai. Eles eram super unidos além de pai e filho, eram amigos.

Bem, e não bastando eu sentir saudade e falta do vô Geraldo, agora vou ter que conviver com a saudade do meu avô materno. Hoje está fazendo 24 dias que ele se foi, está super recente, a saudade ainda é imensa. O vô Raimundo, ele também era um homem incrível, gostava de inventar histórias para contar pra gente. Amava brincar com seu netos e bisnetos. Ainda bem que o Yan meu filho teve a felicidade de conhece-lo e se divertir muito com o bisa.


Nessa foto ele está brincando com o Yan. Ele escondia feijão em baixo de uma das tampinhas, misturava elas e pedia o Yan pra adivinhar. O Yan acertava todas rsrsrsr e assim eles passavam o dia. Ele chamava essa brincadeira de "tatuzinho", não o porque, mas era assim o nome. 


Nessa foto ele ficou super feliz, quando ele viu a carinha dele na tela do celular rsrsrsrs. A alegria dele era contagiante. Você nunca encontrava ele triste, era sempre alegre  e divertido.

Mas em meio essas saudades, o que me conforta é saber que o que eu pude viver e me divertir com meus avôs eu vivi e diverti. E quero dizer à eles, que onde eles estiverem, vão está sempre em minhas mais boas e encantadoras lembranças e em meu coração. Vou amar sempre.

Eu quero deixar um recado para vocês que estão lendo este post, que ame, diz que ama, tira fotos e guarda as mais doces lembranças. Porque quando estamos perto das pessoas que nós amamos, nem sempre conseguimos imaginar a grande importância delas em nossas vidas. Só passamos a perceber, quando elas estão distante, daí, bate aquela saudade em nossos corações, com vontade de vê-las novamente.Não espere a morte levar para vocês lembrar ou descobrir que ama alguém.

Então gente, esse foi o post e espero que tenham gostado e que este post tenha  feito você refletir um pouco. 
Um super beijo e fiquem com Deus.

Não se esqueçam de passar lá no blog das meninas
Day: (Blog) (insta)
Evelyn: (Blog) (insta)
Gi Fabre: (Blog) (insta)


Palavra do dia: Deus é o nosso refúgio e  fortaleza, socorro bem presente na angustia.  Salmos: nº46 v.1